Capricorn: Dec.22-Jan.29 The Sundial Primer
criado por Carl Sabanski
Capricorn: Dec.22-Jan.29

The Sundial Primer BR Index

Relógio de sol de Vitral

Relógio de sol de Vitral: um mostrador, geralmente vertical, em que a face do mostrador é um vitral e visto de trás, isto é, através do vidro do interior do edifício. O gnômon permanece na parte externa do edifício e, freqüentemente, provoca o rachar do vidro, se apoiado diretamente nele. Foram incorporados às janelas das igrejas no século XVII, embora a maioria esteja agora nos museus e há alguns exemplos modernos notáveis.


A Figura 1 ilustra um relógio de sol Vertical Sul Direto e a posição do gnômon na face do mostrador.

Figure 1: Vertical Direct South Sundial

Figura 1: Relógio de sol Sul Direto (ZW2000/CAD)

O layout para um relógio de sol de Vitral Vertical Sul Direto seria como mostrado na figura 2. Isto é, como na figura 1 se observaria, se fosse visto por trás, como se fosse numa janela. É uma imagem espelhada da
Figura 1. O gnômon, no entanto, ainda estaria posicionado, como mostrado na Figura 1 e localizado fora da janela. A sombra do gnômon cai na face traseira do mostrador e é vista de frente pelo vidro.
O vidro escolhido deve ser transparente o suficiente para que a sombra seja visível.

Figure 2: Vertical Direct South Stained Glass Sundial

Figura 2: Relógio de sol Vertical Sul Direto de Vitral (ZW2000/CAD)

Existem dois métodos que podem ser usados para criar um relógio de sol de Vitral. O primeiro é o tradicional método dos filetes de chumbo. Usa-se tiras pré-moldadas de chumbo que vêm em uma variedade de perfis e tamanhos. Por exemplo, um filete em forma de "H" pode aceitar vidro em ambos os lados, enquanto um filete em forma de "U", apenas de um lado. O vidro é cortado em padrões e, em seguida, colocado em uma estrutura de filetes de chumbo. As juntas são então soldadas e toda a peça é cimentada para proteger todas as partes de vidro dentro dos filetes de chumbo, impermeabilizando-o.

O segundo é o método de folha de cobre. Este método usa uma camada muito fina de cobre com suporte adesivo e está disponível em uma variedade de larguras. Cada pedaço de vidro é completamente embrulhado com folha de cobre que é dobrado sobre a parte superior e inferior do vidro. As peças são, então, soldadas em conjunto ao longo de todas as juntas, usando uma costura de solda arredondada.

Ambos os métodos de fazer vitrais são divertidos. Com o método de folha de cobre, pedaços menores de vidro podem ser usados e padrões mais intrincados podem ser criados. Em ambos os casos, pedaços de vidro podem ser pintados, para incluir detalhes que não podem ser obtidos com vidro sozinho. Isso é evidente em muitas janelas de igrejas. A melhor maneira de aprender é tendo aulas com um fornecedor de vitrais.
Eles podem fornecer todas as ferramentas necessárias e variedades e cores de vidro, até então inimagináveis. E você não precisa apenas fazer relógios de sol. Existem livros de padrões, em abundância, que lhe dará uma fonte sem fim de idéias.

A Figura 3 mostra um relógio de sol de Vitral, feito a partir do esquema mostrado na Figura 2. O mostrador é visto a partir do interior. O gnômon é visível na parte de trás do mostrador.

Figure 3: Stained Glass Sundial

Figura 3: Relógio de sol de Vitral (ZW2000/CAD)

A fixação do gnômon requer alguma atenção. Se o gnômon estiver ligado diretamente ao relógio de sol, deve ser tomado cuidado para que ele não estresse o vidro e, finalmente, fazer com que ele se quebre.
Existem métodos de reforço, tanto de filetes de chumbo quanto folhas de cobre para juntar pedaços de vidro em vitrais. Talvez um medalhão de metal, localizado na origem do mostrador, assegure um bom número de peças de vidro em torno dele e pode ajudar a distribuir as tensões. O gnômon poderia também ser escorado com estacas do lado da janela ou de outros pontos dentro do relógio de sol.
Em todo caso, um relógio de sol de Vitral, com um gnomon integrado, terá que ser colocado fora de qualquer espaço da janela que ocupará.

Se o mostrador for montado dentro de uma janela já existente, o gnomon será fixado no exterior. Isso cria suas próprias questões de como o gnômon não deverá ser montado em um ponto diretamente perpendicular à origem do mostrador. O gnômon será posicionado abaixo da origem, de modo que quando seu estilo seja projetado através da janela que irá cruzar a origem. A posição de montagem dependerá da espessura da janela.

Um relógio de sol de Vitral pode ser usado para criar outros tipos de relógios de sol; um relógio de sol horizontal, por exemplo.

Há um pequeno truque que pode ser usado para simplificar o projeto de um relógio de sol de Vitral. Consulte a Figura 4 para esta descrição. Um relógio de sol Vertical Declinante, na parte superior esquerda, é projetado para o Hemisfério Norte. Como você está olhando para a parte de trás deste relógio de sol, quando é for feito de vitrais, uma imagem espelho irá ser criada. Isso é mostrado no canto superior direito. Agora, olhe para o relógio de sol no canto inferior direito. Este é o mesmo relógio de sol, mas projetado para o Hemisfério Sul. É idêntico ao relógio com imagem de espelho.

Então, para fazer o desenho de um relógio de sol de vitral bem simples, basta projetar o relógio de sol para o Hemisfério no qual você não vive. É tão fácil.

Figure 4: Stained Glass Sundial Design

Figura 4: Desenho do Relógio de sol de Vitral (SHADOWS)


Stained Glass Sundial